terça-feira, 23 de maio de 2017

[Ficção] As Cinquenta Sombras de Grey, E.L.James [Lua de papel]


Autora: E.L. James
Editora:  Lua de Papel
Data de edição: Julho de 2011
Nº de paginas: 547
Género: Ficção 


Opinião por Ana Santos, Blog A Dama dos livros


As cinquenta sombras de grey . É um romance obsessivo, viciante e que fica na nossa memoria para sempre.
Anastacia Steele é uma jovem e inexperiente estudante de literatura. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. 
 No inicio Anastacia vai entrevista-lo para um jornal universitário. Perante um ambiente luxuoso e sofisticado de um aranha-céus, ela sente-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, sombrio, cuja beleza é de cortar a respiração!
No entanto Christian é incapaz de resistir ao encanto discreto de Anastacia. Ele quer rapidamente possui-la. Mas só o faz, se ela aceitar os seus bizarros termos propostos.
Ao principio Anastacia hesita e teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey.
Desde das suas exigências a obsessão pelo contrato. E ainda por cima, ele não tem conhecimento sobre o limite da sua voracidade sexual.
Todo o enredo construído pela autora E.L. James, está bem concebido em todo o romance, desde de as personagens até a descrição dos lugares.
Um bom livro, para quem gosta do erotismo maroto.

As cinquenta Sombras de Grey é o primeiro Volume da trilogia de E.L. James, que é já o maior fenómeno literário de 2012 em todos os países onde foi publicada- só nos Estados unidos vendeu 15 milhões de exemplares em três meses.

domingo, 7 de maio de 2017

[Literatura Juvenil] "Amor de Perdição" de Camilo Castelo Branco [Porto Editora]




Autor: Camilo Castelo Branco

Editora: Porto Editora

Data de edição: Janeiro de 2016

Nº de paginas: 204

Colecção: Educação Literária


Opinião Por Ana Santos, Blog A Dama dos Livros



Amor proibido entre Simão e Teresa (é uma copia igual de um amor retratado de Romeu e Julieta, de William Shakespeare).
  Do inicio da obra de Camilo Castelo Branco. Simão Botelho que das primeiras das vezes que aparece, dá a impressão de ser um jovem problemático da época. Por outro lado uma jovem e inocente de apenas 15 anos Teresa Albuquerque é vista pela primeira vez na casa ao lado, na cena em que Simão Botelho foi castigado pelo o Senhor seu pai Domingos Botelho por ter entrado num briga. Nessa noite olhando na sua janela os dois perdidos de olhares um pelo outro apaixonaram-se. Um amor que se perdeu por tragédia, a jovem Teresa adoeceu e acabou por morre no convento de Monchique, no Porto. E algum tempo depois morre Simão e o seu corpo foi lançado ao mar.

"Amou,perdeu-se, e morreu amando."
 Simão Botelho


Compreendi, enquanto leitora que o livro Amor de perdição constitui um marco no romantismo Português tornando-se uma das suas expressões mais perfeitas, principalmente ligadas a segunda fase romântica. O Autor abusa de todos os recursos do período envolvendo-nos em uma trama onde os personagens vivem em eterno conflito com a sociedade, numa saga de encontros e desencontros, alimentados por cartas carregadas de tristezas e angustias numa apoteose de sentimentos de um amor impossível e no seu destino trágico onde a morte sublima o amor no seu ideal romântico.
 Permitiu-me também observar através do seu encanto pela obra do próprio romantismo marcado pela definitiva liberdade de expressão e do pensamento repudiando as regras que até então eram impostas e já antecipando um novo período que logo iria se afirmar como o Modernismo.